sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

TCC - o confronto!

Depois de semanas terminando o trabalho, mandando emails para as orientadoras, pentelhando a prof. Renatinha (fofa! um dos meus anjos da guarda!), corrigindo a metodologia científica, querendo que todo mundo lesse meu trabalho e me dissesse se estava tudo certo, gastando rios de dinheiro com formatação e cópias, enfim, chegou o dia da minha apresentação. É claro que eu estava nervosa, muito. Não tenho dificuldade em falar em público, na verdade, tenho muita desenvoltura com plateias e já tive experiência em apresentação de monografia no meu curso de Secretariado Executivo, mas mesmo com toda essa bagagem, não tinha como eu ficar relax.

Foram três dias de apresentação, o meu foi o último e mais intenso, por causa de apresentações do segundo dia que foram transferidas pra quarta-feira, em razão da falta de energia na faculdade, inclusive a do Eduardo (que arrasou e tirou 9,2, diga-se de passagem). Eu sabia que meu trabalho estava bem feito, confiava em mim e no meu potencial. Também tinha o apoio dos meus amigos, nós nos apoiávamos mutuamente em cada apresentação, em cada nota revelada, além do aval das minhas orientadoras, claro.

Comecei minha explanação até que tranquila, apresentei os dados, as atividades que fiz, a pesquisa de satisfação, mas no meio da apresentação dos resultados faltou energia. Sério. E a coordenadora do curso disse para eu continuar a apresentação. E eu continuei, na cara e na coragem. À base de notebook e luzes de celulares, que fique bem claro. Morrendo de medo de estourar o tempo, sem enxergar direito. Terminei em cima do prazo, os amigos já estavam loucos tentando me dizer que o tempo estava esgotando. Recebi as perguntas da banca, as respondi e elogiei minhas orientadoras, especialmente Auristela, outro anjo da guarda.

Morri de nervosismo ao aguardar a nota, recebi os parabéns das pessoas, com Eduardo me dizendo que se eu não tirasse dez iria tocar fogo na faculdade, rs, o dramático. Quando entrei na sala novamente, eu estava zonza, me tremendo toda, processando as coisas lentamente. Só quando a Auristela já estava me elogiando foi que entendi que havia tirado 10. Tipo, eram duas notas, pelos relatórios e pela apresentação, daí era tirada a média, e eu tive que olhar pra ficha de avaliação dela, no escuro ainda, para ter certeza que tinha mesmo ouvido bem, que tinha tirado 10.

Eu juro que queria ter um gravadorzinho naquele momento para ouvir muitas e muitas vezes todos os elogios que elas me fizeram (tenho uma linha de raciocínio lógico brilhante, sou muito desinibida e soube contornar muito bem os contratempos, Auristela me disse ter sido um prazer me ter como aluna e orientanda, que eu teria sucesso em qualquer área que quisesse atuar e me indicou especialmente a docência, pois eu tenho talento, pra vocês terem noção). É claro que eu agradeci imensamente e fiquei louca-doida-varrida, saí da sala já gritando e me pendurando no pescoço do Eduardo. Sei que muitas pessoas me parabenizaram, mas não lembro exatamente quem foi, estava tonta de emoção. Minhas mãos tremiam tanto, parecia que meus ossos eram geléia, suava feito louca. Eu não conseguia me controlar, a adrenalina no meu organismo só começou a baixar no final da outra apresentação (já com luz, êba!)

Apresentação


Mayra, eu e Naiara
Mau-caráter que eu amo
Eduardo e o TCC
Fui a única da turma a tirar 10 e pode parecer convencimento, mas estou muito orgulhosa de mim mesma, não posso negar. Só eu sei o quanto lutei para concluir esse curso, tudo o que sacrifiquei e quantas horas (e anos) da minha vida dediquei a isso. Se estou orgulhosa é com razão e merecimento. Agora, podem vir as festas em janeiro, tudo o mais que vier, só serão glórias e agradeço aqui a cada um que contribuiu direta ou indiretamente para essa minha conquista.
Beijos, beijos!

8 comentários:

Anônimo disse...

linda, toda na beca, parabens pela conquista, vc merece tudo de bom. beijos

Bel disse...

Parabéeeeeeens, querida!

Você merece todos os elogios que recebeu, tenho certeza!

Eu entendo perfeitamente esse nervosismo apesar da confiança no trabalho feito e na desenvoltura inata. Passei pela bendita qualificação do mestrado, e vc já sabe como foi tenso. Mas agora é hora de COMEMORAAAAR!!!

Beijos mil, minha querida AMIGA SECRETA!

Luciana Lís disse...

Amigaaa
vc já sabe tudo o que vc é, né?
pena que não posso publicar aqui... haha ;)

Beijo, parabéns, amo vc!

Aline Monteiro disse...

Ju, parabéns!!!!
Imagino como deve ter sido a sua explosão após a nota. Dez não é pra qualquer um não! E tenho certeza que você mais do que mereceu, a nota e todos os elogios.
Feliz demais com o sucesso da sua dedicação!
Bjo!!!!

Naiara disse...

Parabéns minha querida! Você merece!

disse...

Cara, cara, cara. Não fala. Semestre que vem sou eu e eu não tenho desenvoltura para falar em público. Tenho certeza de que vou passar mal. Sério! rs
Mas meus parabéns pq não é fácil.

Cli disse...

Parabéns viu, só quem já passou por esta situação é que sabe o quanto é complicado controlar tantas 'variáveis' e se sair bem. Parabéns mais uma vez!
BjOca!

Rory TPM disse...

Uau. Parabéns por essa vitória. Sabemos como um TCC é difícil e estressante, tirar 10 é sensaciobal. Parabéns